3.2.10

SENHOR DOS PASSOS - 2008

Procissão do Senhor dos Passos em Ovar

Alguns milhares de pessoas assistiram, na tarde amena do passado Domingo, dia 2, à Procissão dos Passos, a segunda das Procissões Quaresmais que desde o século XVII se realizam na Paróquia de Ovar. As cerimónias iniciaram-se com uma Celebração da Palavra, presidida pelo Pároco, e em que Frei Luís Guimarães, sacerdote Capuchinho de Barcelos, fez a primeira das suas três intervenções, comentando a postura de algumas figuras da Paixão de Cristo, tais como Pedro, Judas e Pilatos, e sensibilizando os presentes para a importância deste acto de fé, em que os andores do Senhor dos Passos e de Nossa Senhora das Dores [na foto] iriam protagonizar, através das ruas da cidade, o drama da Paixão de Cristo.
No sermão junto ao Passo do Encontro (na Rua Alexandre Herculano), Frei Luís falou da importância da família cristã na sociedade, focando o exemplo da família de Nazaré, e lembrou as palavras de Nossa Senhora nas Bodas de Caná, quando disse: - “Fazei o que Ele vos disser”. Junto ao Passo da Verónica, Clara Maia entoou o tradicional “O vos omnes”.
Na Capela do Calvário, o pregador convidado falou da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus e frisou, com a mesma veemência que usou 15 dias antes na saída da Procissão dos Terceiros, que a nossa Fé não pode ser uma fé centrada num Deus morto, mas sim num Deus vivo, porque Cristo ressuscitou, e tem lugar em cada um de nós, pois quem acredita nele também será ressuscitado.
Como acontece todos os anos, o Orfeão de Ovar colaborou, cantando no início da Celebração da Palavra o cântico “Miserere”, e nas sete Capelas dos Passos (incluindo a da Igreja e a do Calvário), o “Bajulans”.
Abriam o cortejo religioso o Agrupamento de Escuteiros de Ovar e as Irmandades do Santíssimo da Paróquia de S. João de Ovar e S. Cristóvão.
Atrás do andor do Senhor dos Passos seguiam os Presidentes da Assembleia e da Câmara Municipal, respectivamente, Dr. Manuel Malícia e Dr. Manuel Oliveira, e o Presidente da Junta, Prof. Manuel Barbosa, seguido do Dr. Manuel Oliveira Dias, Provedor da Santa Casa da Misericórdia, ladeado por outros dois elementos da Irmandade desta instituição. À frente do andor incorporaram-se os irmãos da Irmandade dos Passos, acompanhados pelo seu presidente, Joaquim Costa.
Merecem uma palavra de louvor os Irmãos da Ordem Terceira que, uma vez mais, colaboraram de uma forma excelente, com o Pároco, a Confraria e as zeladoras dos Passos, na organização da Procissão.

É de salientar o ambiente de silêncio e de recolhimento que se notou ao longo de todo o percurso, e o cuidado havido por parte dos serviços camarários e da PSP em manterem libertas de estacionamento e de trânsito as respectivas ruas. As Procissões Quaresmais de Ovar, um património religioso que vem do século XVII, continuam a ser uma marca significativa no itinerário quaresmal do povo vareiro. As próximas terão lugar em 5.ª e em 6.ª feira Santa, após as celebrações litúrgicas da Ceia Pascal (20h00) e da Morte do Senhor (19h00). 
TEXTO: António Mendes Pinto/jornal "João Semana" (15/3/2008) - FOTO: Fernando Pinto

Sem comentários:

Enviar um comentário