2.2.10

SENHOR DOS PASSOS - 2007

Procissão dos Passos - Entre a simbologia e a fé

Numa radiosa tarde de sol, saiu para as ruas de Ovar, no Domingo, 18 de Março, a majestosa Procissão dos Passos, após uma Celebração da Palavra na Igreja Matriz, com a presença do Pároco de Ovar, P.e Manuel Pires Bastos, do Pároco de Válega, P.e Tiago Nuno dos Santos, e do Pároco de S. João e S. Vicente, P.e Augusto Manuel Silva, este como pregador desta popular manifestação de fé. Terminada esta Celebração com o canto do Miserére pelo Orfeão de Ovar, saiu o andor do Senhor dos Passos, seguindo pela Rua Gomes Freire em direcção à Capela do Horto, situada perto do Tribunal, onde está representada uma das quedas de Cristo. Entretanto, o andor de Nossa Senhora das Dores iniciava o seu percurso pela Avenida Ferreira de Castro, rumo à Capela do Passo do Encontro. Chegados ali os andores, com a imagem da Virgem frente à do Seu Filho, o P.e Augusto evocou os momentos de angústia daquela Mãe perante o martírio e crucificação de Jesus.
Ouvido o Orfeão de Ovar que, como é habitual, cantou em todas as Capelas dos Passos, seguiu o préstito para a Capela do Cireneu, na Rua Cândido dos Reis e, depois, para a Capela da Verónica, na Praça da República, onde, como é da tradição, Clara Maia cantou, em latim, o Cântico da Verónica: “Ó vós todos que passais pelo caminho, olhai e vede se há dor igual à minha”.
E a Procissão rumou para o Passo das Filhas de Jerusalém, situada na Praça Mousinho de Albuquerque, e daqui para a Capela do Calvário, onde foi feita nova peroração pelo mesmo pregador e onde de novo foi ouvido o Cântico da Verónica, agora apreciado por todos, através dos altifalantes.
Esta multissecular Procissão, que abria com o pendão dos Passos e os Escuteiros de Ovar, teve a já habitual participação dos Presidentes da Câmara Municipal, Assembleia Municipal e Junta de Freguesia, dos Mesários da Santa Casa da Misericórdia de Ovar, das Irmandade dos Passos de Ovar e de Válega, da Irmandade do Santíssimo de S. João de Ovar, de um elevado número de Irmãos e Irmãs, da Banda Filarmónica Ovarense, e das muitas centenas de pessoas que se incorporaram nesta manifestação de fé. 
TEXTO e FOTO: António Mendes Pinto/jornal "João Semana" (01/04/2007)

Sem comentários:

Enviar um comentário