5.4.14

SENHOR DOS PASSOS 2014

Senhor dos Passos resguardado na Matriz

Porque a tarde de 29 de março, quarto domingo da Quaresma, se apresentou incerta, não pôde sair à rua a Procissão do Senhor dos Passos, organizada pela respetiva Irmandade, que vem do séc. XVII. (Há um livro de Eleições da Mesa de 1686 e outro livro que aponta a data de 1582 para início da Irmandade sob a proteção dos Condes da Feira).
Andor do Senhor dos Passos, Ovar
FOTO: Fernando Pinto
Na Igreja Matriz tiveram início, às 15 horas, as cerimónias litúrgicas, presididas pelo Pároco, tendo o Diácono António Poças feito uma reflexão sobre um texto bíblico relacionado com a Paixão de Cristo. Colaborou neste ato religioso o Grupo Sacro do Orfeão de Ovar, que entoou os cânticos habituais “Miserere” e “Bajulans sibi crucem”. Apesar de o cortejo não ter saído para a rua devido às condições meteorológicas, os fiéis resguardaram-se no interior do templo, tendo oportunidade de viverem o ritual religioso e de manifestarem a sua fé e devoção perante as imagens do Senhor dos Passos e de Nossa Senhora das Dores. Marcaram presença na Matriz diversos autarcas e individualidades vareiras, bem como associações religiosas locais. As sete Capelas dos Passos, consideradas Património de Interesse Público, e que carecem de restauro, encontravam-se devidamente enfeitadas, graças aos cuidados das respetivas zeladoras, algumas das quais seguindo o empenho e dedicação de seus antepassados.

P. B.


Sem comentários:

Enviar um comentário